© Cozinhe Comigo 2018 por PaperStudio

PARIS - FRANÇA

March 28, 2017

 

Três dias em Paris foram o suficiente pra ficar marcado em nossa memória, pra mim foi tudo novidade para a Fernanda foi para matar as saudades da cidade Luz. Faz três anos que fizemos esta viagem, e até hoje tenho ótimas lembranças dessa cidade deslumbrante, que encanta pela sua arquitetura, por seus famosos monumentos, pelos seus jardins, pelos seus museus e pela sua gastronomia única.

 

Paris retrata muito o seu povo, onde o sentimento patriota não está somente estampado nas bandeiras da França espalhadas por toda a cidade, mas sim em cada canto que percebemos que influencia externa é uma mera consequência da globalização. Andando pelas ruas não encontramos um MC Donald’s em cada esquina, não encontramos um Starbucks a todo o momento, mas sim encontramos uma farmácia a todo momento com um luminoso verde em  formato de cruz (praticamente todas as farmácias retratam um layout bem antigo), como quem diz “Bem vindo a França, aqui nós temos a nossa própria cultura”.

 

Quando ouvia falar que Paris era fantástica, não imaginava que era tão perfeita. Cada “rue” que andamos, cada construção que vimos nos mostrou que Paris é realmente uma cidade poderosa por conta da sua importância na história da humanidade e até hoje o seu povo consegue preservar toda a sua riqueza cultural e patrimonial. Os monumentos que foram palcos de grandes acontecimentos são muito bem preservados e nos faz arrepiar só de imaginar que grandes nomes dos livros de história já frequentaram aquele espaço.

Algumas pessoas dizem não gostar muito do jeito frio do francês, mas a minha opinião é que se você passar a entender a cultura deles, tudo se torna mais fácil. Tive a impressão que as pessoas daquela cidade saem todos os dias das suas casas imaginando encontrar o amor da sua vida, pois todos são muitos chiques e bem vestidos.

 

Logo abaixo vou lhes apresentar através de dicas, relatos e fotos o que Paris tem de bom na opinião do casal Cozinhe Comigo:

 

 Ponte Alexandre III

 

 Típica farmácia em Paris

 

 "Place du Tertre"

 

ONDE FICAMOS

Quando estávamos vendo um hotel para ficarmos hospedados vimos que em geral os preços não são muito camaradas, então optamos por investir em localização e decidimos nos hospedar no Bairro de Saint Germain (está localizado na Quardien Latin, umas das regiões mais importantes da cidade) um bairro boêmio, muito animado e claro com uma ótima localização. Ficamos hospedados no Hotel "Claude Bernard", achamos o valor da diária um pouco salgado em relação ao que o hotel oferece, mas enfim, isso é muito comum em Paris vale a pena pagar pela localização. Ficamos localizados a 500 metros da Catedral de Notre Dame e ao redor encontramos várias estações de metrô, que nos deixou muito confortáveis para conhecer toda cidade através da sua extensa linha férrea.  

 

 Hotel Claude Bernard - Saint Germain

 

 O Bairro de Saint Germain possui diversos cafés e restaurantes

 

LUGARES IMPERDÍVEIS

Como a Fernanda já conhecia Paris ela me levou conhecer os principais pontos da cidade, tais como a Torre Effeil, Arco do Triunfo, Museu do Luvre, o Jardim de Luxemburgo, Catedral de Notre Dame, as obras arquitetônicas espalhadas pela cidade (cada canto desta cidade tem história), visitamos os diversos jardins, as pontes e as principais atrações que são muito conhecidas pelos turistas. Seguem abaixo alguns pontos que visitamos e que valem a pena vocês visitarem:

 

Montparnasse – para caminhar ou apenas para sentar-se em um café e observar o movimento você também vai encontrar diversas creperias, entre elas, a famosa Josselin.

 

 

Le Marais – repleta de bares e restaurantes, butiques vintage, museus e galerias de arte. Onde a gastronomia oriental é um grande atrativo desta região;

Bairro Latino (Quartier Latin) – endereço da Universidade Paris-Sorbonne. Excelente área para caminhadas, com uma grande quantidade de cinemas, bares e restaurantes.

 

 Universidade Sorbonne

 

Arte e Cultura

Museu do Louvre – o museu mais famoso do mundo, o Louvre abriga obras de arte importantíssimas, como a Mona Lisa, de Leonardo da Vinci, além de esculturas de Michelangelo. São mais de 30 mil preciosidades, entre pinturas, esculturas, gravuras e objetos diversos. É gostoso ficar passeando por suas redondezas e ficar admirando sua famosa pirâmide de vidro.

 

 

 Museu do Louvre - o museu mais famoso do mundo!

 

Museu D’orsay – para quem se interessa por arte o museu instalado em uma antiga estação de trens é outro imperdível da capital francesa. O local abriga uma vasta coleção de importantes obras, como o Autorretrato, de Van Gogh; as Coquelicots, de Claude Monet; L’homme qui marche, de Auguste Rodin, entre muitas outras.

 

Meseu D’orsay

 

Museu do Exército - para os fãs de Napoleão Bonaparte (não deixe de visitar o belíssimo túmulo do imperador). Artilharia, uniformes, obras de arte e muitos outros objetos estão reunidos no local.

 

 Museu do Exército

 

Pontos Turísticos

Torre Eiffel –  O monumento mais famoso do mundo, criado pelo engenheiro Gustave Eiffel, foi inaugurada em 1889. A torre tem 300 metros de altura, 7,3 mil toneladas de ferro e chega a receber milhões de visitantes, todos os anos. Para os guerreiros, vale a pena enfrentar as filas e subir a torre.

 

"Torre Eiffel"

 

Arco do Triunfo – o monumento próximo à Avenida Champs-Elysées tem 50 metros de altura e diversas esculturas adossadas aos pilares. Nas paredes do local – um dos pontos mais famosos da capital francesa – também estão gravados os nomes de batalhas e generais de guerra.

 

 Arco do Triunfo

 

Avenida Champs-Elysées – a mais charmosa avenida do mundo, a Champs-Elysées é um dos endereços mais movimentados e mais caros de Paris. São 1.910 metros de comprimento repletos de lojas de todos os tipos, cinemas, cafés e restaurantes.

Aqueles que curtem andar a pé irã gostar do percurso Arco do Triunfo -> Champs-Elysées -> Praça da Concórdia (onde está o Obelisco). No caminho, repleto de belas paisagens, aproveite para conhecer o Petit e o Grand Palais, a Ponte Alexandre e o “Jardin des Tuileries”.

 

 Avenida "Champs-Elysées" ao fundo o Arco do Triunfo

 

Catedral Notre Dame de Paris – palco de vários acontecimentos importantes, como a coroação do imperador Napoleã, a Notre Dame de Paris chega a receber 10 milhões de visitantes todos os anos. Tanto o interior quanto o exterior da igreja nos impressionam.

 

 

Sacré Coeur – belíssima construção, tanto por fora quanto por dentro, começou a ser erguida em 1876 e tem uma grande importância para a cidade. Além disso, da cúpula da basílica – até lá são 234 degraus – se tem uma das vistas mais belas de Paris.

 

 

 "Sacré-Coeur"

 

PONT DES ARTS -Cadeados do amor são chamados cadeados, que apaixonados fixam ao entorno da ponte para simbolizar seu amor. Normalmente os nomes ou iniciais dos apaixonados estão inscritos no cadeado, e sua chave é lançada longe para simbolizar o amor inquebrável

 

"Pont des Arts" - a ponte dos apaixonados!

 

ONDE COMER

A famosa gastronomia francesa é apresentada aos visitantes de Paris através dos seus milhares restaurantes e cafés. Apesar de ser conhecida por ser uma cidade cara, a cidade luz disponibiliza variedades para todos os gostos e bolsos. Não deixe de comer os seus maravilhosos doces e pratos com carnes de qualidade e com as combinações que só os chefs franceses nos apresentam.

 

Somos diurnos, ou seja, em toda viagem costumamos dormir cedo para acordar bem de manhãzinha e bater pernas até o escurecer, mas o estilo de vida de Paris nos fez mudar um pouco nossos planos, nesta viagem acordarmos um pouco mais tarde, pois a grande maioria dos lugares abrem suas portas por volta das 09 e 10 horas da manhã. Tomamos café da manhã cada dia em um dos inúmeros cafés da região de Saint Germain, mas o Paul Bakery foi o café que mais fomos porque era prático, barato e tinham muitos espalhados (uma espécie de Starbucks Francês).

 

Não me lembro de ter alguma experiência desagradável em relação aos restaurantes que comemos, todos os restaurante tinham uma gastronomia de dar inveja a qualquer cidade mundo, comemos no L'entrecote de Paris (restaurante de prato único - carne servida com o molho da casa e batata frita), comemos pato que até hoje só de lembrar me deixa com água na boca e a também comemos cortes de carnes de dar inveja aos argentinos.

 

 

 

" Le Relais de l'Entrecôte "

 

Compras

Em viagem eu não escapo da minha esposa, ela sempre fica no meu pé para eu dar uma renovada no guarda-roupa, entre as idas e vindas da Champs-Elysées encontramos centenas de lojas tanto para sonhar quanto para comprar. Sempre que podemos compramos calça na Abercrombie, são as melhores.  O prédio dessa loja se confunde com um ponto turístico de tão bonita e lotada que é.

Em geral encontramos diversas lojas na Champs-Elysées, desde as mais caras até as fast fashion da vida. E também não posso deixar de citar a Galeries Lafayette, umas das lojas de departamentos mais conhecidas do mundo, onde vale a pena dar uma passada nem que seja só pra conhecer.

 

 Abercrombie Paris - fica na "Champs-Elysées"

 

 "Galeries Lafayette"

 

LOCOMOÇÃO

Tive sorte de ter ao meu lado uma PHD em conhecimento no metrô de Paris rs... mas não se preocupem é muito fácil de se localizar e foi o principal transporte que usamos, também não deixamos de explorar a cidade à pé e conhecer as peculiaridades dessa cidade fantástica.

 

Dicas Gerais

Visto – cidadãos brasileiros não precisam de visto de turismo para permanência de até 90 dias na França e em outros países-membros do Acordo Schengen. Porém, no momento do desembarque serão exigidos passaporte válido e outros comprovantes como passagem de ida e volta, comprovante de recursos financeiros, seguro-saúde válido em todos os países-membros do acordo, entre outros.

 

Quando Ir – a cidade é encantadora em todas as épocas do ano; portanto, a escolha do período de estadia vai depender muito dos gostos e dos objetivos de cada visitante. No verão, as ruas ficam mais cheias, festivas, e o clima incentiva a caminhada. Já na primavera, a cidade estará ainda mais colorida e as temperaturas bem mais amenas (perfeita para os apaixonados por fotografia).

Mas se você é daqueles que curtem um friozinho, não pode perder o outono, uma temporada pra lá de charmosa, com paisagens belíssimas, ou mesmo o inverno, este, no entanto, com temperaturas bem mais baixas.

 

Berço da cultura e da arte, a capital francesa é um destino que merece ser explorado a fundo e para isso é necessário um certo tempo. Apesar de termos ficados três dias em Paris, sugiro ao menos quatro dias de estadia na cidade, período que, ainda assim, pode não ser suficiente, dependendo da quantidade de atrações a serem visitadas.

Para situar os que estão conhecendo a cidade pela primeira vez, uma breve explicação: a capital francesa está dividida em 20 bairros numerados, os chamados "arrondissements". Quanto mais baixo o número, mais centralizado é o ponto de interesse.

 

Para se ter uma ideia, o primeiro arrondissement engloba a área do Museu do Louvre e em torno da Catedral de Notre Dame. Além disso, o famoso rio Sena, sempre repleto de barcos turísticos em toda a sua extensão, também corta a cidade em duas partes: a margem direita (Rive Droite) – considerada a mais sofisticada, por sinal – e a margem esquerda (Rive Gauche).

 

A Cidade Luz é uma das poucas cidades do mundo que é capaz de surpreender sempre, desde daquele que esta pela primeira vez na cidade até aquele já conhece a capital francesa. Um grande centro repleto de opções para todas as idades e gostos, rico em história, cultura, cheio de bairros vibrantes, cartões-postais mundialmente conhecidos, bons restaurantes, centros de compras e muito mais. Essa é a Paris que conhecemos e indicamos boa viagem!

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

LUA DE MEL - CAPE TOWN (ÁFRICA DO SUL)